Governo do Estado de São PauloIPEM-SP

Você está em : Home sistema métrico decimal

Adoção do Sistema Métrico Decimal

Imprimir E-mail

Uma Babel de Medidas
A Constituição do Brasil imperial inclui o estabelecimento de padrões metrológicos entre as atribuições ao Poder Legislativo. Em 1830 o deputado gaúcho Cândido Baptista de Oliveira, também professor da Academia Militar, apresentou projeto à Câmara dos Deputados para a adoção do sistema métrico francês, com ampla exposição sobre as vantagens desse sistema decimal propondo inclusive a compra de padrões à França.

Apesar disso, o tema só voltou a ser discutido em 1833 por meio do parecer de uma comissão que, ao buscar não se distanciar dos costumes estabelecidos, tentava definir padrões nacionais unificados que servissem para o estabelecimento de tabelas de conversão adequadas à realidade do comércio internacional. Nessa tabela aparecem unidades portuguesas ao lado de uma nova unidade de massa, o marco, confrontadas com as do sistema métrico, numa verdadeira "babel de medidas".


transcrição de relatório sobre o melhoramento do sistema de pesos e medidas
transcrição de Decreto de 1830 - sobre rastreamento de padrões da província de S. Paulo
transcrição de Decreto de 1832 - que equipara os salários de aferidores



 

A Lei Imperial de 1862
Em 1859, Cândido de Oliveira, a pedido do Ministro da Fazenda, publica no Jornal do Comércio uma análise da questão da adoção de um sistema uniforme de unidades destacando a existência de um movimento internacional visando a padronização dos sistemas de "pesos e medidas" comum a "todos os países civilizados da Europa e da América", tendo por base uma unidade invariável subordinada ao princípio decimal de correlação.


Paralelamente, os integrantes de uma comissão enviada à Exposição Universal de Paris de 1855, com o objetivo original de adquirir instrumentos científicos, assinaram um compromisso de envidar todos os seus esforços para que o Brasil adotasse o sistema métrico, lembrando que já havia sido adotado por outros países, inclusive Portugal com o qual o Brasil mantinha estreitas relações comerciais.


Em 1860 o novo Regulamento da Casa da Moeda passou a atribuir-lhe encargos de uma comissão de pesos e medidas e, dois anos depois, a decisão expressa na Lei 1.157 de 26 de junho de 1862, substituía formalmente todo o sistema de unidades em uso no Império pelo sistema métrico francês.



 

transcrição da Lei Imperial de 1862
transcrição do curioso Edital de 1868 do fiscal da Vila de Catimbau (MG)



 

Regulamento da Lei Imperial
Ainda assim a implementação do sistema métrico decimal seria lenta. O ministro da Agricultura afirmava, em relatório de 1864, que a escolha dos padrões e instrumentos de medição havia sido apenas encomendada a um cientista francês. O relatório de 1867 afirmava que algumas antigas medidas de volume para secos e para líquidos haviam sido recolhidas nas províncias, mas os padrões vindos da França ainda se encontravam nos caixotes. O Regulamento definitivo para a execução da Lei 1.157 viria apenas em dezembro de 1872, portanto dez anos após sua promulgação.


Em 1962 o Sistema Internacional de Unidades - SI o sistema métrico decimal.

Serviço de Produtos de Informação do Inmetro: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / Fone: (0xx21) 2679 9351 - 2679 9381 / Fax: (0xx21) 2679 1409




20 de maio é o dia da metrologia e 26 de junho é o dia do metrologista (Brasil)
consulte: breve história do SI
consulte: breve história do Ipem-SP
Museu de Metrologia do Instituto Português da Qualidade
Balanças e Pesos Antigos

 
Secretaria da Justiça e Cidadania

Site desenvolvido pela Assessoria de Comunicação e pelo Departamento de Tecnologia da Informação do Ipem-SP
© 2013 - Todos os direitos reservados..