Governo do Estado de São PauloIPEM-SP

Você está em : Home Notícias de 2011 Catalisadores automotivos são alvo de fiscalização no interior do Estado

Catalisadores automotivos são alvo de fiscalização no interior do Estado

Imprimir E-mail
Ter, 26 de Julho de 2011 00:00

Já é notório que a cada dia que passa, a frota de novos automóveis nas estradas e ruas das cidades está em constante expansão. E diante dos riscos que a emissão de gases poluentes gerados por esses automóveis representa, é indispensável o uso do catalisador (conversor catalítico) para diminuir ao máximo o impacto tóxico no meio ambiente.

No entanto, a única garantia que o consumidor pode ter de que o catalisador adquirido é de qualidade, está cumprindo com sua função ambiental e não é um produto falsificado, é a presença do selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) no equipamento.


Responsável por verificar em todo o Estado de São Paulo se as lojas de produtos automotivos estão agindo de acordo com a norma, o Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia vinculada à Secretaria da Justiça, realizou nesta terça-feira (26/7) a "Operação Conversor Catalítico Interior" que abrangeu as cidades de Bauru, Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos e São José do Rio Preto.


catalisador

Durante a ação, fiscais da autarquia visitaram 39 estabelecimentos, nos quais dos 858 catalisadores examinados, 106 (12,35%) estavam irregulares, gerando 9 autos de infração. "A regulamentação desse produto é recente, por isso essa é a primeira vez que atuamos no interior para reforçar a fiscalização rotineira que já fazemos há cerca de três meses. Mas, vamos continuar de olho no mercado para tentar reduzir a zero a venda de catalisadores falsos", afirma o superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula.

Veja a abaixo as empresas autuadas por comercializarem catalisadores automotivos irregulares.


catalisadores


Saiba mais

- A obrigatoriedade da fabricação ou importação de catalisadores com conformidade avaliada pelo Inmetro no passou a vigorar em abril de 2010. Desde abril de 2011, nenhum estabelecimento comercial está autorizado a comercializar conversores em desacordo com essa resolução.


- Além de agredir o meio ambiente, o motorista que não utilizar o catalisador está também sujeito a multas, por infrigir a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro.


- O Ipem-SP também realizou, no mês de junho, a "Operação Conversor Catalítico" em estabelecimentos da Grande São Paulo. Clique aqui para acessar os resultados da ação.

 

Acompanhe o Ipem-SP nas redes sociais: Twitter, Flickr e Facebook

 

Dúvidas, sugestões ou reclamações sobre diversos assuntos do Ipem-SP podem ser feitas pelo telefone da Ouvidoria: 0800-0130522, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou via e-mail: ouvidoria@ipem.sp.gov.br


CORONAVÍRUS
(COVID-19)

INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES. Acesse aqui.


 

Secretaria da Justiça e Cidadania

Site desenvolvido pela Assessoria de Comunicação e pelo Departamento de Tecnologia da Informação do Ipem-SP
© 2013 - Todos os direitos reservados..